Transtornos psicológicos pós-pandemia

A imagem mostra uma pessoa em sofrimento emocional com a cabeça curvada, aparência triste e com a mão direita segurando a cabeça. Uma caneca cinza está posicionado ao centro da imagem, sobre a mesa de madeira.

Existem muitos estudos científicos sendo realizados neste momento, e há uma previsão válida de um aumento significativo de transtornos psicológicos pós-pandemia. Dentre eles estão: Transtorno Obsessivo Compulsivo – TOC, Ansiedade, Depressão, Estresse Pós-Traumático, dentre outros.

Essa situação se desenvolve uma vez que a vivência de uma pandemia traz diversas consequências negativas na qualidade de vida de todas as pessoas, como o distanciamento social, a mudança radical de rotina, o medo de contrair a doença e contaminar alguém que ama, perder a vida ou culpar-se por fazer pessoas perderem após ou durante a pandemia.

Esse cenário pode se agravar diante do impacto econômico, que pode se caracterizar pelo medo de perder o emprego, a real perda do emprego, ou a queda parcial ou total de rendimentos financeiros, a privação de atividades de lazer e interações sociais e afetivas, dentre outras coisas importantes para a saúde mental e psicossocial de todas as pessoas.

Diante desse quadro é importante nos atentarmos às nossas necessidades. Caso você apresente qualquer alteração nos seus pensamentos, ou nos seus sentimentos, qualquer comportamento que esteja atrapalhando sua qualidade de vida, é hora de buscar ajuda! Do contrário, você pode ser vítima de transtornos psicológicos pós-pandemia.

Atualmente, existem diversos profissionais cadastrados no Conselho Federal de Psicologia, habilitados para realizar atendimentos psicoterápicos on-line, uma vez que agora esse serviço facilitou o acesso do público, e se faz de extrema importância para a sociedade, especialmente num momento como o que vivemos..

Todo tabu e receio de procurar ajuda deve ser desmistificado, principalmente neste momento tão delicado que o mundo vive, para que, assim, possamos nos prevenir, passar por essas experiências críticas da melhor forma possível e não entrar também nas estatísticas de pacientes que sofrem de transtornos psicológicos pós-pandemia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: